Início Notícias Os 10 maiores obstáculos dos concursos fiscais

Os 10 maiores obstáculos dos concursos fiscais

Os concursos públicos da área fiscal tem suas características e, entre elas, suas dificuldades. As principais características de provas como o concurso Receita Federal, e cargos como Auditor Fiscal do Trabalho e Auditor Fiscal da Receita Federal. Para chegar até a aprovação no concurso Auditor Fiscal, e outros concursos correlatos, é preciso conhecer o que você vai enfrentar. Para isso, preparamos esse artigo com os 10 maiores desafios dos concursos fiscais.

Vale ressaltar que os nossos obstáculos não estão em nenhuma ordem específica. O que é  mais difícil para um, não é necessariamente para o outro. Vamos lá!

1: O grande número de disciplinas

Alguns concursos “menores”, como alguns de nível médio, possuem 6 ou até 4 disciplinas apenas. Na área fiscal isso não acontece. A maioria terá um mínimo de 12 disciplinas, podendo chegar até mais de vinte. Para estudar tudo isso, é necessário que você priorize algumas e distribua bem seu tempo de estudos por matéria.

Ao estudar tantas matérias assim, não é necessário que você seja um expert em todas elas, mas existem aquelas que são cruciais para a sua aprovação. Quais são essas disciplinas depende de qual concurso você irá prestar? É possível até que você ignore algumas dessas matérias, mas apenas caso essas falham muito poucos pontos e o concurso não exija uma pontuação mínima em todas elas. Caso tenha pouco valor em pontos e não tenha mínimo, vale mais a pena você estudar outra matéria chave, com alto valor de pontos, e se sair muito bem nela.

2: O alto nível de conhecimento exigido em algumas disciplinas

Esse obstáculo que reforça o anterior. Cada concurso sempre exige um grande nível de conhecimento em algumas de suas matérias, e, se no obstáculo anterior você devia focar nas mais importantes devido ao grande número de matérias, nesse você deve focar nas mais importantes simplesmente por elas serem muito mais difíceis que as outras. As principais disciplinas valem mais pontos. Por ter um peso maior, é exigido que você saiba muito delas.

Essas matérias vão variar por exemplo, de Auditor Fiscal do Trabalho para Auditor Fiscal da Receita Federal. Cada prova tem suas especialidades cobradas, variando até mesmo de região. Isso depende da banca organizadora e da tradição do concurso em pegar pesado em determinadas matérias. Pesquise as provas anteriores daqueles concursos e o que banca costuma cobrar mais. Você deve saber quais são essas disciplinas, e realmente se tornar um expert nelas, com um grande nível de conhecimento.

3: Manter as legislações atualizadas

Digamos que você está estudando direito através de um livro que comprou. Se você o adquiriu agora, ele pode estar atualizado, mas lembre-se que todos os anos saem novas versões. Sempre saem decretos, emendas e outras alterações na legislação que você deve estar sempre de olho para não deixar passar. Às vezes você passa um ano inteiro estudando por um livro, fazendo anotações e marcações, mas ele acaba sendo atualizado. É importante você saber quais mudanças aconteceram e onde você deve corrigir.

Fique atento também ao seu edital:  ele pode dizer que nenhuma legislação publicada após a data do edital vai cair na prova. Isso só acontece para leis, não para jurisprudências e atualidades.

4: Reter o conteúdo já estudado

Guardar o que você já estudou com o tempo é um grande desafio para todos. É difícil, mas é possível. Faça revisões periódicas, exercite bem sua memória, e principalmente saiba conciliar seus estudos com um bom sistema de fixação das matérias. Faça anotações à mão para ajudar você a assimilar as disciplinas. Agende suas revisões para sempre repassar o material antes que você o que esqueça. Quanto mais você estuda e revisar, sua memória também começa a ficar mais afiada e você retem melhor o conteúdo. E lembre-se de nunca deixar ele desaparecer por completo da sua cabeça, ou você terá que perder muito tempo revendo e estudando matérias pelas quais você já passou.

5: Surpresas no edital

Praticamente todo edital de concurso público tem alguma surpresa. Sempre tem alguma disciplina que sai, outra disciplina que entra. Quando essas disciplinas aparecem, você tem que estudá-las do zero e próximo da época da prova. Jamais tente adivinhar qual matéria vai entrar, não importa o quanto você ache que estará certo. Caso não esteja (e há uma boa chance disso acontecer) você terá período um tempo precioso de estudo e gravado um monte de conteúdo completamente inútil.

Esteja adiantado nas disciplinas principais para poder se preparar para qualquer surpresa que apareça no dia que o edital sair. Não se desespere e lembre-se: todos estão passando pelo mesmo. Quem acabará se saindo melhor são aqueles que já fixaram as principais matérias e puderam se dedicar um pouco com a devida calma ao nosso conteúdo surpresa.

6: Conciliar o tempo de resolução de provas

Fazendo questões em casa, confortável e sem pressão é fácil de conseguir altos índices de acerto. Na hora da prova a história é outra: Pouco tempo para fazer as questões, e muitas vezes nem tempo para ler todas. Fazer 100 questões em quatro horas é uma verdadeira corrida contra o tempo. Na prática, é preciso saber quais questões fazer com atenção e quais ler rapidamente. Para descobrir quais você deve dar sua atenção e quais deixar passar, somente com a prática. Portanto, resolva muitas questões, o máximo que você puder.

Você também deve chegar na prova preparado psicologicamente. Ao fazer um concurso de Auditor Fiscal em São Paulo ou Rio de Janeiro, tenha a consciência de que você não vai conseguir fazer a prova toda. É assim que são os concursos maiores. Você pode acabar se deparando com uma prova de 30 paginas com uma média de dois minutos de tempo para cada questão, o que é humanamente impossível de se resolver. Esteja pronto para encarar isso e não deixe que as questões que você deixou em branco (que se você estiver bem treinado serão aquelas que você já não acertaria mesmo) te deixem nervoso.

7: Obter a pontuação mínima necessária

Alguns concursos possuem pontuação mínima em todas as matérias, portanto você não vai poder abandoná-las totalmente. Essa pontuação costuma ser de, pelo menos, 40%. Caso o concurso tenha essa exigência, tenha muito cuidado e não deixe de dar atenção a nenhuma matéria. Muito excelentes candidatos perdem a aprovação por não conseguirem esse mínimo em uma disciplina.

Vamos usar como exemplo o último concurso para Auditor Fiscal da Receita Federa,  em 2014. Dos 550 aprovados, 340 fizeram o mínimo em pelo menos uma disciplina. Imagine quantos milhares de candidatos que fizeram notas superiores a desses 340 não foram aprovados por não atingir a pontuação mínima. Portanto, prepare um bom ciclo de estudos para conseguir dar a atenção necessária para cada uma das matérias.

8: Exatas em provas como o concurso Receita Federal

A área de Exatas, para quem não tem muita afinidade, é uma verdadeira pedra no sapato. As disciplinas às vezes são pequenas, mas tem a pontuação mínima, ou atrapalham no total da pontuação por falta de tempo e dificuldade. No caso do concurso de auditor Fiscal da Receita Federal, você vai encarar Raciocínio Lógico, Matemática Financeira, Estatística, e diversas outras dentro do conteúdo de Exatas. O programa de exatas é enorme, e é muito comum quem não gosta da área negligenciar os estudos e só passar tempo vendo matérias com as quais tem afinidade. Evite esse erro a todo custo, é uma área que exige muito estudo.

A dificuldade também pode partir de uma base fraca. Muitas pessoas não veem matemática desde que saíram do segundo grau, e passaram por universidades voltadas para outras áreas de estudo. Nesse caso, é bem provável que as matérias mostrem uma dificuldade extra, pois podem se tratar de conteúdos que o candidato já não era bom há anos atrás, e hoje então ficou ainda pior. Dê um passo para trás e retorne ao básico. Estude novamente o conteúdo mais simples de exatas, aprenda a fazer as contas de maneira rápida e precisa, para só então avançar para o conteúdo das disciplinas. Seus estudos vão render bem mais e não serão tão desanimadores.

9: Contabilidade em concurso Auditor Fiscal

O temido dragão da área fiscal. É uma matéria com um conteúdo gigantesco e diverso. para as provas de Auditor, a contabilidade é especialmente complexa, sendo um material dividido em muitas pates e com auto grau de dificuldade. Recomendo a todos fazer um curso, se possível, pois vai fazer toda a diferença. Um curso de contabilidade voltado para concursos vai facilitar muito o aprendizado, e caso você consiga estudar sozinho, ele pode te ajudar com a resolução de exercícios, onde o professor vai te dar diversas dicas de como resolver as questões rapidamente.

Lembre-se que não adianta só saber a matéria,  você tem que saber e resolver rápido. A Contabilidade é mais um obstáculo que você pode, com toda a certeza, superar. Então não adianta se lamentar e sem desânimo, pois se você encarar, consegue. Todos conseguem aprender, e é por isso que você estuda de um a dois anos para ser aprovado em um concurso fiscal.

10: Provas discursivas

São poucos estados e municípios que pedem essa prova, mas se aquele que você está fazendo vai cair, dê uma boa atenção para ela. Assim como quem tem problemas com Exatas, outros possuem problemas com dissertação. Mais uma vez, fazer um curso sobre o assunto é uma boa ideia, só tome cuidado para não fazer algum curso de redação para vestibular, pois não é o que você precisa. As provas discursivas e redação são diferentes daquelas das áreas fiscal, que são voltadas para legislação tributária.

 

Um abraço, e bons estudos!

newsletter
newsletter

You have Successfully Subscribed!

Dúvidas ou comentários? Escreva no campo de “comentários” logo abaixo. Fique à vontade para compartilhar este artigo nas redes sociais:

Fonte: www.metododeestudo.com.br/10-maiores-obstaculos-dos-concursos-fiscais

Siga nossas Redes

16,985FansLike
2,458FollowersFollow
61,453SubscribersSubscribe

Mais Lidas

Concurso da Polícia Federal – Edital – Inscrição – Gabarito

Muita gente tinha perdido a esperança, mas o novo concurso da Polícia Federal está mais perto do que nunca. Ao que parece, o edital...

SESI E SENAI ABREM 10 MIL VAGAS PARA CURSOS GRATUITOS E À DISTÂNCIA

Para contemplar as principais informações no combate, prevenção e a disseminação do novo coronavírus, o Senai está ofertando o curso “Boas Práticas de Saúde...

Inscrição do Enem 2021 – Veja como fazer!

O futuro está meio indefinido, mas a preocupação com a Inscrição do Enem 2021 continua. Você sabe como vai funcionar a prova ano que...

Após deixar governo Sérgio Moro cai no esquecimento na web

Ex-ministro e ex-juiz vê popularidade em brusca queda, Sérgio Moro cai no esquecimento na web após deixar governo. O ex-ministro da Justiça e ex-juiz federal...

Conteúdo Relacionado

Concurso da Polícia Federal – Edital – Inscrição – Gabarito

Muita gente tinha perdido a esperança, mas o novo concurso da Polícia Federal está mais perto do que nunca. Ao que parece, o edital...

SESI E SENAI ABREM 10 MIL VAGAS PARA CURSOS GRATUITOS E À DISTÂNCIA

Para contemplar as principais informações no combate, prevenção e a disseminação do novo coronavírus, o Senai está ofertando o curso “Boas Práticas de Saúde...

Inscrição do Enem 2021 – Veja como fazer!

O futuro está meio indefinido, mas a preocupação com a Inscrição do Enem 2021 continua. Você sabe como vai funcionar a prova ano que...

Após deixar governo Sérgio Moro cai no esquecimento na web

Ex-ministro e ex-juiz vê popularidade em brusca queda, Sérgio Moro cai no esquecimento na web após deixar governo. O ex-ministro da Justiça e ex-juiz federal...

For Honor gratuito: Como baixar na PS STORE?

For Honor é um jogo de 2017, mas que fidelizou muitos fãs desde que foi lançado. Com um cenário medieval de combate, o jogo...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui